Redes Sociais

Pages

domingo, 16 de setembro de 2012

FAROESTE CABOCLO MERECE UMA REGRAVAÇÃO DECENTE

































Existem canções que fazem sucesso por apenas uma estação e logo são esquecidas. O que não é o caso deste grande clássico da banda Legião Urbana, que já foi a trilha sonora de muitas gerações.

"Faroeste Caboclo" foi composta a mais de 30 anos, na época que Renato Russo se apresentava como O Trovador Solitário após o fim de seu primeiro grupo, o Aborto Elétrico.

Aquelas pessoas que a vaiaram   nunca imaginariam o sucesso que ela alcançaria. Nunca alguém poderia pensar que uma música de nove minutos de duração e sem refrão conquistaria tantos admiradores e viraria um filme.

Eu resolvi escrever essa postagem porque eu ouvi algumas regravações de "Faroeste" e não me agradei da maneira que foram feitas as versões.

Os mineiros da Tianastacia fizeram uma releitura razoável, mais não digna da importância que ela tem no rock nacional.

Me desculpem os pagodeiros, mas, o ritmo alegre do grupo Revelação não combinou nada com a história trágica presente na letra.

O épico que narra a vida sofrida de "João do Santo Cristo" merece uma regravação decente, e na minha opinião o único artista capaz de dar uma interpretação à altura da original é o cantor Zé Ramalho.

Pois, a sua voz marcante e as suas influências dos ritmos nordestinos tem tudo a ver com o espírito da canção.

Se você concorda, compartilhe a imagem abaixo, e divulgue esta ideia:













































"A MÚSICA É A LINGUAGEM UNIVERSAL"


 

Seguidores